Tendências 2018: como será o ano em diferentes segmentos

Tendências 2018: como será o ano em diferentes segmentos

2017 solta seus últimos suspiros e as ondas de previsão para o próximo ano já dão as caras. Como será sua vida no próximo ano? Suas metas e objetivos já estão traçados? Antes de rever comportamentos ou projetar mudanças profissionais vale conferir o que promete estar em alta no próximo ano. Para ajudar a guiar seus propósitos, selecionamos as tendências 2018 em diferentes segmentos, como tecnologia, empreendedorismo, design, viagens e outros temas. Quem sabe elas podem abrir ainda mais seus caminhos?

Tendências em tecnologia 2018

Bitcoins: entre fortalecimento e polêmicas

Se existe algo que podemos destacar no setor digital e de tecnologia em 2017 é o crescimento do bitcoin. Agora, se isso é crescente, se tem potencial e se é duradouro, é uma outra história. A polêmica em torno da moeda virtual é grande: enquanto alguns especialistas defendem sua permanência em 2018 (prevendo, inclusive, crescimento maior do que os 1750% de 2017), outros afirmam com veemência que trata-se de um modelo falho, com semelhança aos esquemas de pirâmide.

 

Quem está realmente certo? Somente o futuro para responder. Fato é que grande parte dos investidores norte-americanos querem ampliar suas apostas em bitcoins e esse movimento vem tomando conta também do Brasil. Algumas operadoras de investimentos e organizações prestadoras de serviço passarão a operar também na moeda em 2018, o que pode acelerar o mercado brasileiro.

 

Independente do mistério que cerca o tema, o importante é estar por dentro dessas movimentações e entender como elas podem impactar seus negócios – e até mesmo a sua vida. Termos como blockchain, cadeia de blocos, criptomoedas ainda darão muito o que falar em 2018. Nesse conteúdo da bitcoin Brasil é possível entender melhor essas dinâmicas.

 

Segurança da Informação: cuidado nunca é demais

Em 2017, um ataque hacker sem precedentes provocou um grande alerta mundial com relação à Segurança da Informação. O WannaCry foi um ciberataque do tipo ransonware, daqueles que roubam dados e informações importantes dos usuários em troca de um resgate em dinheiro. Essa brecha de segurança levou várias empresas e órgãos públicos a tiraram sites do ar e desligarem seus computadores. Para 2018, fica o aprendizado e uma aposta cada vez maior na segurança de dados digitais. Isso tende a ampliar a valorização de profissionais da área, já que cada vez mais organizações irão investir em ações contínuas de seguridade. Mas, também vale para alertar os usuários, que acreditam não estarem expostos ou mesmo não serem alvos de ações virais.

 

No próximo ano vale cuidar ainda mais do seu comportamento em qualquer site, software ou dispositivo. Se você é daqueles que usa a mesma senha em todos os seus acessos, não ativa antivírus no seu computador ou sai clicando em todos os e-mails que recebe, chegou a hora de abandonar esses hábitos definitivamente.

 

Inteligência Artificial: ainda mais forte

Se o termo Inteligência Artificial ainda remete a algo muito distante, saiba que em 2018 esse conceito ganhará ainda mais força e promete tomar conta de mais setores. Na indústria tecnológica já não é possível não pensar em IA, em qualquer projeto que se desenvolva. Os apps inteligentes passarão a criar cada vez mais uma nova camada intermediária de inteligência entre as pessoas e os sistemas, e terão o potencial de transformar a natureza do trabalho e a estrutura do local de trabalho. A ideia não é substituir as pessoas, mas ajudá-las em tarefas operacionais, tornar decisões mais acertadas e poder prever suas necessidades de forma mais rápida.

 

Áreas como a Ciência de Dados tendem a se tornar ainda mais importantes dentro das organizações e isso não corresponde apenas a criar sistemas que reúnam informações sobre mercados e consumidores, mas, principalmente, analisar esses dados e conduzir a novas descobertas e entregas focadas em pessoas. Em conjunto com iniciativas de IA, está a Internet das Coisas, cada vez mais presentes em gadgets domésticos. As automações residenciais, com fechaduras que dispensam o uso de chaves, lâmpadas e persianas inteligentes, máquinas de lavar roupa comandadas à distância, além de assistentes digitais, como Alexa e Siri, vão continuar dominando os lares pelo mundo, a partir de soluções mais populares e acessíveis.

 

Além disso, sistemas automotivos, smartTVs e wearables devem ser os preferidos dos consumidores. A própria Anatel quer concluir regulamentos sobre Internet das Coisas no Brasil até o fim de 2018, o que abrirá algumas portas para o setor no país.

 

Tendências em empreendedorismo 2018

Biojoias, brechós, consertos: o reaproveitamento está em alta

A cultura de repensar o consumo demonstra-se cada vez mais sólida. É claro que isso reflete nas tendências de negócio para 2018. Entre elas, podemos destacar alguns modelos voltados à sustentabilidade, em diferentes versões. Já ouviu falar das biojoias, por exemplo? Então, esse é um setor que vem crescendo bastante, sempre impulsionado pelo favoritismo das joias e bijuterias. Nesse caso, são peças produzidas a partir de materiais recicláveis (como pedras, madeira, sementes e folhas) que ganham diferentes roupagens e dão outras perspectivas a materiais que teriam um destino não tão favorável na natureza.

 

Outra tendência de mercado, bastante voltada a micro e pequenos empreendedores, são os bons e velhos brechós. Em pleno 2018? Sim, permanecem em alta. Isso porque a onda do lowsumerism, do slow fashion e da moda sustentável continuam com tudo. Comercializar roupas usadas e customizadas no mercado online tem sido uma ótima pedida e surge como uma excelente possibilidade no próximo ano. Assim, como o setor de consertos e reformas, tão presentes no passado e que tiveram uma baixa nos últimos anos, devido ao consumo massivo. A economia sustentável e criativa vem ditando a moda da reciclagem de roupas, de eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Por isso, vale apostar nessa tendência!

 

Desenvolvimento de apps, impressão 3D e infoprodutos: a tecnologia não para

É claro que não poderíamos deixar de fora as tendências tecnológicas de negócio para 2018. Estar por fora desse mercado tende a afastar cada vez mais as possibilidades de empreendedorismo, já que tudo passa pelo viés digital. Você já viu as tendências de tecnologia para o próximo ano e pode perceber que são ousadas. Então, que tal se aproximar de alguns mercados que prometem bombar no próximo ano?

 

O desenvolvimento de aplicativos para empresas é uma delas! Solucionar dores dos usuários e proporcionar experiências que foquem no mobile é uma grande tendência, principalmente quando falamos de grandes soluções. A área de desenvolvimento é sempre muito próspera e abrangente, mas focar no segmento dos smartphones em 2018 será uma grande trend.

 

O mesmo vale para o setor de impressão 3D, que vem crescendo vertiginosamente nos últimos anos, proporcionando experiências impressionantes e que ainda carece de bons cases no mercado brasileiro, e dos infoprodutos, conteúdos digitais segmentados, em diferentes formatos como e-books, vídeos e cursos, que proporcionam uma melhor experiência para usuários de um produto ou serviço, ou simplesmente, ajudam um determinado público a prosperar em alguma área. Ambos tendem a dar ainda mais certo em 2018, basta algumas doses de ousadia, criatividade e inovação disruptiva.

Alimentação: um setor sempre próspero

Nem precisamos falar que o setor gastronômico e de alimentação em geral sempre será uma tendência de negócio. Nunca sai de moda! O que pode mudar, ao longo dos anos, é o foco dessa indústria, acompanhando algumas mudanças constantes de comportamento e expectativa dos clientes. A alimentação saudável e orgânica já está bem estabelecida em boa parte do país, com milhões de adeptos e pessoas dispostas a pagar para consumir melhor. Mesmo assim, a brecha para bolar negócios focados nessa onda ainda é grande. Outra possibilidade em 2018 é focar na alimentação alternativa, voltada para pessoas com algum tipo de alergia ou intolerância. A percepção da necessidade de atender esse público ainda é recente e promete amadurecer muito no próximo ano.

 

Outra possibilidade ligada à área são as microcervejarias, que se aproveitam da onda das cervejas artesanais. Não, ela não se esgotou, pelo contrário! As promessas para esse segmento são altas nos próximos anos, assim como mercado de alimentação fitness, combinado ao setor das academias e de esportes em geral. Vale ficar de olho!

Tendências em design 2018

Ultravioleta: a cor mais queridinha do ano

Todo ano, algum novo tom desponta como o favorito do momento. Assim foi o Millennial Pink em 2017 e promete ser com a Ultravioleta em 2018. A Pantone, empresa norte-americana de consultoria de cores já anunciou sua queridinha do próximo ano, que tem uma pegada dramaticamente provocativa e pensativa, comunicando originalidade, engenhosidade e pensamento visionário que nos indica o futuro. Mais precisamente o “Ultra Violet” (18-3838) nada mais é do que uma comprovação do roxo como um tom enigmático, um símbolo da contracultura, da não convencionalidade e maestria artística. Já possível ver muitos objetos nessa cor e muitas mostras de decoração já apostam bastante na tonalidade para compor cenários criativos.

 

Artesanato: nunca é demais

Já falamos aqui que o Faça Você Mesmo não sairá de moda tão cedo. Por isso, trazer elementos artesanais para o design de interiores segue como forte tendência em 2018. E pode elevar isso à enésima potência, porque cada vez mais objetos reaproveitados ganharão destaque, a criatividade estará acima dos investimentos monetários e a personalização roubará o lugar dos itens de grandes magazines. Se você ainda não se rendeu ao DIY, está na hora de dar uma chance a essa onda tão bacana, sustentável e econômica, e que pode reacender, abrilhantar e renovar qualquer ambiente.

 

Estilo Hygge: por mais aconchego e tranquilidade

Quem não gostaria de ter uma rotina mais tranquila e relaxante? Na correria do dia a dia parece cada vez mais impossível. É por isso que o design acaba se apropriando cada vez mais de estilo que remetam a essa atmosfera leve e simplista. O estilo Hygge é um deles. Nascido na Dinamarca, surgiu com a necessidade de criar um ambiente quente e acolhedor nas frias casas nórdicas. A beleza desta tendência está nos pequenos detalhes, que faz da simplicidade da decoração algo pessoal e intimista. Indo muito além da estética, a proposta é abusar das luzes naturais, cores neutras, muita madeira e plantas, tudo para transcender a decoração e tornar-se uma atitude, uma aproximação da natureza e de toda a energia que ela tem a oferecer.

 

Tendências em viagens 2018

Ecoturismo: uma crescente absoluta

A busca por lugares modernos e movimentados vem caído ao longos do anos. E a tendência é que, em 2018, o ecoturismo encontre seu ápice. Além da vivência e das experiências, os viajantes querem cada vez mais contato com a natureza, com locais pouco explorados pelo homem e que transmitam uma sensação maior de tranquilidade – diferente da maioria das rotinas. Viagens que explorem praias menos movimentadas, retiros em montanhas e esportes no meio das florestas são as mais buscadas para o próximo ciclo. Entre os destinos mais buscados estão o litoral brasileiro, com cidades como Matinhos (PR), Guarapari (ES) e Ubatuba (SP), a Ásia, com locais como Hanói e Da Nang (Vietnã), e Europa, com foco no mediterrâneo e lugares como Paphos (Chipre).

 

Mais experiência e menos gastos: outros comportamentos

Enquanto o foco principal das viagens em um passado não tão distante eram o conforto dos hotéis e o acesso a compras, hoje, o comportamento se alterou. Os viajantes vêm, cada vez mais, buscando experiências reais e vivências nos lugares que visitam e gastos mais focados em alimentação e entretenimento do que com compras de eletrônicos ou roupas. Modelos de hospedagem compartilhada, dão vazão à ideia de economia colaborativa, e elevam negócios como o Airbnb, que segue em uma crescente em 2018 e que também abre espaço para o crescimento do número de anfitriões. Atrações voltadas a turistas, como visitas guiadas, gastronomia e shows também estarão em alta no próximo ano, sendo outra excelente oportunidade de negócio.

 

E então, o que achou? Algo muito diferente do que você imaginava? Compartilhe esse conteúdo com seus amigos, inspire-se para praticar boas mudanças no mundo e aproveite esse 2018 com toda a sua energia!

NENHUM COMENTÁRIO

ENVIAR UM COMENTÁRIO