Dicas essenciais para planejar e organizar uma mudança de casa

Dicas essenciais para planejar e organizar uma mudança de casa

Mudanças são necessárias, nos ajudam a aprender novos caminhos e a encontrar novas direções. Mudanças arejam pensamentos, reconstroem certezas e ampliam a motivação. É claro que mudar, muitas vezes, não é uma tarefa fácil. Mas, se o movimento vier com organização, não há motivos para se preocupar.

 

Parece um post de autoajuda, mas a intenção aqui é outra: limpar a ideia de que a mudança de casa é uma tarefa chata e exaustiva. Até pode ser se você a fizer do dia para a noite ou sem desenhar bem cada processo. No entanto, se sua transição de residência considerar a etapa de planejamento, já temos meio caminho andado. Tudo acontece de forma natural e sua adaptação ocorre de maneira mais rápida.

 

Se você está se mudando pela primeira vez, ou se já passou por esse momento outras vezes, considere algumas dicas que selecionamos para deixar esse processo mais tranquilo e prazeroso. Papel e caneta na mão, caixas e malas a postos, e mãos à obra!

 

Tempo é tudo: pense com antecedência

Nem toda a mudança é possível de ser feita com grande antecedência. Às vezes, imprevistos acabam acelerando o processo. De qualquer forma, quanto mais tempo você tiver para pensar em todos os detalhes, melhor.

 

Uma boa dica é criar um cronograma, com datas para a realização de cada tarefa. Você pode utilizar algum aplicativo como o Google Agenda ou Trello, por exemplo, para ajudar. Para isso, você precisa definir um dia para realizar a mudança e fazer uma espécie de “engenharia reversa”, prevendo quais ações devem ser tomada antes e depois dessa data. Fechar datas-limite para a realização de cada tarefa é uma forma de tornar o processo de mudança mais efetivo e não esquecer nenhuma função.

 

Antes da mudança

Antes do dia D, você deve reservar, pelo menos, uma semana para empacotar as coisas de sua casa atual. O ideal é que você reserve um dia para cada cômodo, para que tenha tempo de analisar todos os itens e armazená-los com cuidado. Planeje também um dia para fazer uma limpeza ou faxina geral na sua residência atual – esse é um momento importante também para verificar se não está esquecendo de nada.

 

Caso você esteja saindo da casa de familiares, ou esteja se mudando pela primeira vez, a situação é um pouco diferente. Você precisa reservar alguns dias para comprar móveis e eletrodomésticos para seu novo lar. Pesquisas de preço e melhores opções precisam ser feitas com certa precedência.

 

Depois da mudança

Depois de transportar a maior parte dos seus itens para seu novo lar, não esqueça de determinar datas e ações também para melhorar sua acomodação. Adquirir itens adicionais, carregar coisas menos essenciais que ainda estão em sua antiga moradia, organizar cada um dos novos cômodos, são apenas algumas das tarefas necessárias. Planilhe tudo e fique mais tranquilo.

 

📝Checklist

  • Planeje tudo com antecedência
  • Reserve datas específicas para cada ação
  • Conte com a ajuda de aplicativos
  • Pense em momentos antes e depois da mudança

Organizando e empacotando suas coisas

Essa é talvez a parte mais assustadora de uma mudança. Só de pensar em empacotar todas as suas coisas, bate aquela preguiça, não é mesmo? Por isso, esse momento deve ser feito por partes. Como falamos antes, focar em um cômodo por vez é o mais adequado.

 

 

Leve somente o necessário

Antes de começar a encaixotar suas coisas, lembre-se de fazer aquela faxina necessária. Livre-se de tudo o que você não precisa mais, que não faz diferença na sua vida. Lembra do método KonMari? É um grande aliado nesse momento. Reserve um tempo para cada cômodo e aproveite para ficar apenas com o que é realmente importante para você.

 

Monte um kit de sobrevivência

Outra dica importante é começar separando itens essenciais para os primeiros momentos na casa nova. Afinal, não há nada mais chato do que ter que ficar procurando algo que você precisa em todas as caixas da mudança. Itens de higiene pessoal, mudas de roupa e alguns utensílios de alimentação, precisam estar à vista.

 

Caixas, caixas, caixas

Procure boas e várias caixas para seu processo de mudança. O ideal é que você só compre caixas em último caso – lembre-se: reciclar é preciso. Visite supermercados ou lojas e verifique a disponibilidade desses itens. Uma opção legal, é fazer uma pequena abertura na lateral das caixas com estilete, para que você as carregue de maneira mais fácil. É importante também não exceder 25kg por caixa – muitos papelões não aguentam mais do que esse peso.

 

Legendas são importantes

No momento de guardar, não esqueça de unir os objetos por tipos. Pode ser por ordem de necessidade, por cômodo da casa ou por pessoa. Itens sensíveis devem ser protegidos. Para isso, você pode contar com a ajuda de plástico-bolha, jornal ou até mantas. Vale tudo para não arriscar quebrar peças importantes.

 

Faça uma lista com todos os itens colocados na caixa, ela pode ajudar na conferência na hora de desempacotar e também quando você precisar de algum objeto e não lembrar onde está. Ao fim, etiquete todas as caixas com pelo menos três informações:

 

  • Quais são os tipos de item (cozinha, roupas, sapatos, etc.)
  • Se são itens frágeis
  • Seu endereço (caso a caixa se perca na mudança)

 

Nem tudo é encaixotado

Sim, nem todos as peças da mudança serão colocadas em caixas. Entre elas: móveis, eletrodomésticos e quadros, por exemplo. Mesmo assim, merecem cuidados para que não sofram danos durante o transporte. O ideal é revesti-los também com plástico bolha e serem fixados com a ajuda de uma fita adesiva. Outros itens que não podem ir em caixas são objetos de valor (econômico ou sentimental). Eletrônicos, documentos, fotos, jóias ou peças muito pequenas podem ser extraviadas, por isso vale levá-los junto com você.

 

📝Checklist

  • Leve somente o necessário para sua nova casa
  • Monte um kit de sobrevivência para os primeiros dias
  • Recicle caixas usadas para sua mudança
  • Legende todas as caixas para ajudar na organização
  • Guarde itens sensíveis com você

 

Transporte: recrutando empresas ou pessoas

No momento de transportar suas coisas, você tem, no mínimo, duas opções: fazer a mudança de forma independente ou contratar uma empresa especializada. Ambas são opções consideráveis, mas tudo depende da sua situação. Se você está se mudando sozinho, tem poucos itens para carregar e não possui muitos móveis, é válido engajar a família e os amigos e transportar por conta. Vale ressaltar que você precisa de, pelo menos, um dia inteiro para isso.

 

Agora, se você possui muitas coisas para transferir, tem filhos pequenos ou mesmo muitos móveis e eletrodomésticos, o ideal é contratar uma transportadora. Aí, vale pesquisar bem antes de firmar o serviço. Converse com outras pessoas que já realizaram mudança, mantenha um contato bastante próximo com a empresa, tire todas as suas dúvidas e esclareça como funcionará todo o processo. No dia da mudança, vale conferir de perto todo o manuseio dos seus objetos. Uma pessoa pode ficar na casa atual, verificando a colocação dos itens no caminhão e outra na nova residência, cuidando da chegada dos itens e do acondicionamento.

 

 

Existem diversas formas de pesquisar empresas de transporte, desde um pedido de indicação até aplicativos que te ajudam a localizar transportadoras perto de você:

 

 

📝Checklist

  • Se sua mudança é pequena, motive seus amigos a ajudarem
  • Se você tem muitos itens, contrate uma empresa
  • Pesquise bem antes de fechar o serviço
  • Reserve um dia todo para fazer a mudança
  • Acompanhe todos os processos

 

Lar doce lar: preparando sua nova casa

A mudança não acaba quando todos os seus itens estão na sua nova casa. Ainda é necessário organizar tudo e deixar o espaço o mais habitável possível. Reservar alguns momentos para isso é fundamental. O ideal é começar imprimindo ou desenhando a planta baixa do ambiente e determinando onde cada móvel será colocado.

 

Uma boa forma de compor os novos espaços é dispondo todas as caixas em um só cômodo (de preferência o maior). A partir daí, planeje a localização de cada elemento nas peças da casa, sempre escolhendo uma para começar. Depois de terminado um ambiente, você pode partir para outro, isso ajuda a diminuir a bagunça. A vontade de agilizar toda a arrumação é grande, mas é preciso se certificar que cada peça está minimamente organizada para seguir.

 

Pense em cada detalhe de cada peça da casa, repense a disposição e aproveite para anotar o que ainda é necessário adquirir ou mesmo arrumar. Lembre-se que a adaptação completa sempre leva um tempo para acontecer – mas, no final, tudo vale a pena!

 

 

📝Checklist

  • Com a planta baixa de sua nova casa, escolha o lugar de cada objeto
  • Disponha as caixas em um só cômodo, inicialmente
  • Organize um cômodo por vez

 

E então, preparado para fazer sua mudança? Tem mais dicas sobre esse processo que podem ajudar outras pessoas? Compartilhe nos comentários e boa sorte nesse momento tão especial!

NENHUM COMENTÁRIO

ENVIAR UM COMENTÁRIO

Logo Inédita