3 inovações que podem ajudar a combater os problemas ambientais

3 inovações que podem ajudar a combater os problemas ambientais

A temática“meio ambiente” anda no centro de várias discussões ao redor do mundo e continua dividindo opiniões. Para aqueles que acreditam que esse tema não é relevante, ressaltamos que a nossa existência tem como base o planeta em que vivemos. Ou seja, dependemos diretamente da saúde do globo para que possamos sobreviver.

 

Embora para outros pareça claro que os cuidados com a natureza são importantíssimos, diversos líderes mundiais não parecem se importar muito com o assunto. No último dia 28 de março os EUA derrubaram o decreto americano que impedia empresas de minério de carvão a atuar em todo território nacional. A queima do carvão em geradoras de energia é responsável por grande parte da emissão de gases poluentes, como o monóxido de carbono, gás altamente tóxico.

 

Tendo como base a relevância dos atuais acontecimentos, a Wikihaus traz para você uma lista com 3 inovações que podem ajudar a combater os problemas ambientais. Fique por dentro dessas informações e contribua para um planeta mais saudável!

 

#1 Novas fontes de energia

Podemos começar com uma pergunta simples: de onde virá a energia que vamos consumir no futuro?

 

Atualmente, existem diversas opções em geração de energia, porém muitas não são consideradas energias “limpas” ou “renováveis”. Da lista das formas de geração de energia, o petróleo é responsável por criar 43% da energia em todo planeta. Além de não ser uma opção de energia “renovável”, é altamente poluente com suas liberações de gases tóxicos na atmosfera.

 

LAB

 

Pensando nisso, diversas pesquisas estão sendo desenvolvidas para tentar criar formas de energias alternativas. Além das opções mais conhecidas, como a energia solar e eólica, cientistas da empresa canadense General Fusion trabalham em projetos para suprir necessidades energéticas utilizando a “fusão”.

 

A fusão demonstra ser uma ótima opção. Além de ser mais segura, sua produção não gera emissão de gases de efeito estufa, não necessita de grandes áreas como a energia eólica e solar, e possui matéria prima para produção por centenas de milhões de anos.

 

#2 Gerando alimentos

São mais de 7 bilhões de pessoas vivas no planeta precisando se alimentar diariamente. Segundo informações do GreenPeace, a fome atinge mais de 800 milhões de pessoas no mundo. Porém mais de 1,9 bilhões de pessoas são consideradas acima do peso. Ou seja, existe alimento para todos, o que não existe é uma distribuição equilibrada.

 

Nunca na história se produziu tanto alimento quanto hoje. São 4 bilhões de toneladas de alimentos produzidas anualmente, segundo pesquisas do Institution of Mechanical Engineers. Desses 4 bilhões, 50% é perdido no transporte, armazenamento ou no desperdício em comércios e nas residências. Tendo em vista tais dados, a primeira solução proposta seria um melhor gerenciamento desses alimentos.

 

Além da quantidade de comida desperdiçada, existem outros pontos que preocupam ambientalistas. Está cada vez mais difícil manter esse ritmo de produção em larga escala sem um devido cuidado prévio. Principalmente com relação à produção de carne.

 

COW

 

Segundo o último cálculo do Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estufa, a produção pecuária emite 32% dos gases que geram o efeito estufa no Brasil. Outros pontos negativos são a quantidade de desmatamento para criação de gado e a existência de um sistema que mata seres vivos para alimentar outros.

 

Pensando nisso, existem pesquisas sendo desenvolvidas por empresas ao redor do mundo, como a Indigo. Esta efetua uma série de análises em microbiomas. A busca é por alimentos mais nutritivos, menos agressivos ao solo e mais resistentes às variações climáticas.

 

Além da pesquisa microbiótica, existem outras relacionadas ao reaproveitamento de solos inférteis e a confecção de aplicativos que auxiliam no universo agrícola.

 

#3 O quanto você consome de água?

Você deve estar pensando que você consome entre 1 e 2 litros de água por dia. Não está errado, você provavelmente ingere isso mesmo, porém, o quanto de água você usa indiretamente?

 

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), um humano adulto consome cerca de 110 litros de água por dia. Isso contando o quanto se gasta em um banho, escovando os dentes e até cozinhando.  Mais do que você imaginava, não é? Porém, outro quantificativo de gasto está surgindo, é o que chamamos de “água virtual”.

 

WATER

 

Mesmo que você controle o tempo dos seus banhos e não desperdice em ações desnecessárias, existe um estudo que analisa o quanto de água você consome indiretamente no seu dia-a-dia.

 

É importante que exista uma conscientização da quantidade de água que é utilizada na produção de objetos e alimentos. Na montagem de um computador, por exemplo, existe um gasto aproximado de 31 litros de água. Para produzir uma camiseta são gastos cerca de 200 litros de água da produção do algodão até a fabricação da peça. Ou seja, você consome mais água no seu cotidiano do que imagina.

 

Para pararmos com isso é necessário que tenhamos consciência de consumo. Quanto mais você consome mais as empresas continuam a produzir. Outra inovação que você pode aderir é a criação de hortas orgânicas em casa, assim você terá controle da própria produção sustentável.

 

Por último, podemos ressaltar que o desperdício é o maior inimigo da conscientização. São necessários cerca de mil litros de água (para molhar a pastagem, para tratar do gado e na higienização do leite) para levar 1 litro de leite até sua mesa. Logo, é importantíssimo que esse litro de leite seja consumido para que tudo isso não tenha sido em vão.

 

Para mais informações sobre pesquisas na área do reaproveitamento da água, confira o World Water Development Report 2017, um relatório das Nações Unidas sobre o desenvolvimento da água.

 

Você faz sua parte?

 

Essa pergunta pode ser um pouco inquietante, porém é extremamente pertinente: Você faz sua parte para ajudar o planeta?

 

Não é necessário que você mude totalmente seu estilo de vida. Mas, são necessárias algumas adaptações para que você não contribua ainda mais com os problemas em nosso meio ambiente.

 

Para continuar por dentro de assuntos como esse, fique ligado em nosso blog e em nossas redes sociais!

 

A Wikihaus se preocupa com o mundo, e você?

Você também pode gostar disso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *