Economia circular: uma nova maneira de fazer negócios sustentáveis

As empresas estão se voltando para um novo modelo de negócio sustentável, em um esforço cada vez maior para reduzir a sua dependência de recursos finitos.

 

A sensação de que o nosso planeta está esgotando os recursos naturais criou um novo conceito: a economia circular. O fato é que o antigo modelo linear de negócio, com extração de recursos, produção em larga escala e consumo inconsciente, já passou do seu prazo de validade.

 

Para os líderes do novo modelo, a economia circular promete uma ruptura radical com o passado. Os materiais não devem ser mais descartados e nem gastos, mas reutilizados e reabastecidos.

 

Mas, o quanto é transformadora essa nova filosofia? Em que medida ela representa uma oportunidade para as empresas e os seus negócios?

 

economia-circular-5

 

Economia circular: o que é?

Jamie Butterworth, chefe executivo da fundação Ellen MacArthur no Reino Unido lançou o “Circular Economy 100”, um fórum que inclui grandes corporações como Coca-Cola e Nespresso. Para ele, a economia circular é muito mais do que um “novo modelo industrial”.

 

Na prática, isso significa a escolha por materiais reutilizáveis. Significa acabar com os desperdícios no processo de fabricação. Adotar energias renováveis e evitar o uso de produtos químicos tóxicos. Desenvolver novos mercados para o reaproveitamento de produtos.

 

A economia circular representa uma grande mudança na estratégia de negócios. Ela substitui o conceito de “final de vida” pela restauração.

 

 

“A oportunidade para as empresas é separar a lucratividade dos preços instáveis dos recursos e oferecer um melhor produto ou serviço. Para a economia, esse novo modelo concilia as perspectivas de participação econômica com as de equilíbrio ambiental. Para as empresas, dá a oportunidade de gerar um valor superior.”

 

Um estudo feito pela fundação mostra que, adotando a economia circular, o setor de bens de consumo poderia economizar até 700 bilhões de dólares anualmente. A pesquisa afirma que se o lixo doméstico fosse transformado em biogás e nutrientes para solos agrícolas, traria lucros de 1,5 bilhão de dólares apenas no Reino Unido. Assim, o incentivo para as empresas é duplo, ou seja, uma combinação de abordagem de risco e percepção de oportunidades.

 

economia-circular-2

 

O que esperar?

Até 2020, estima-se que o planeta terá mais de três bilhões de consumidores de classe média. “As matérias-primas estão se tornando cada vez mais escassas, o que causa um aumento nos preços, na melhor das hipóteses, e a não disponibilização de recursos, no pior dos casos”. Essa é uma afirmação de Matt Sexton. Ele é diretor de responsabilidade social empresarial da B&Q, loja britânica com objetivo de reciclar 98% do que é desperdiçado até 2023.

 

De acordo com Sexton, a economia circular não tem como objetivo acabar com o crescimento econômico, mas garantir que continue ininterrupto.

 

“O crescimento é atualmente impulsionado por níveis ainda razoavelmente fortes de matérias-primas disponíveis. Com a diminuição destes recursos, o crescimento econômico pode diminuir. Dessa forma, a abordagem circular nos oferece a oportunidade de sustentar a economia, mesmo quando os recursos estão baixos ou esgotados.”

 

“As empresas que empregam cedo em seus negócios a utilização de materiais residuais, estarão melhor preparadas para lidar com os novos desafios da economia”, acrescenta Sexton.

 

economia-circular-1

 

A transição de uma economia linear para um modelo de economia circular traz mudanças significativas. O grau e a velocidade de “circularidade” dependerão de muitos fatores. Dependerão do ritmo de desenvolvimento tecnológico e da disponibilidade de investimento. Dos novos modelos de negócios e da capacidade de inovação. Mas, principalmente, da disposição dos consumidores e das empresas para mudar o seu comportamento.

 

Fonte: The circular economy: could it present a new way of doing business?

Você também pode gostar disso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *