É dia de feira em Porto Alegre: feiras que vale a pena conhecer

feira-de-rua

É dia de feira em Porto Alegre: feiras que vale a pena conhecer

É ótimo ter um supermercado perto de casa, daqueles completos, que têm de tudo e nunca deixam você na mão. Apesar da praticidade, há muita gente que não troca por nada a oportunidade de fazer suas compras em uma feira de rua.

 

Feira é um evento em local público, em que produtores, comerciantes, artistas e outras pessoas expõem e vendem suas mercadorias ou serviços.

 

As mais tradicionais são as feiras de alimentos, principalmente hortifrutigranjeiros, mas há também feiras de artesanatos, de antiguidades, com brechós de roupas… Em todas elas, vale a mesma lógica: tem alguma coisa que torna a experiência diferente em relação a comprar os mesmos produtos em estabelecimentos convencionais.

 

Alguém pode dizer que o segredo está na qualidade e exclusividade dos itens. Afinal, na feira é possível comprar direto do produtor (alimentos, por exemplo) e há mercadorias que não se encontra em outros lugares.

 

Esses são diferenciais, não se pode negar. Mas não é só isso. A convivência entre diferentes pessoas ocupando aquele espaço ao ar livre torna uma compra ou um simples passeio em uma feira algo especial.

Convivência real

Não há quem não fique surpreso ao acessar uma rede social e ver tanta discussão e agressividade entre os usuários. Será que, antes da popularização desses canais de interação online, as pessoas tinham esse mesmo comportamento?

 

Parte da explicação está justamente na distância que separa um indivíduo em seu computador ou smartphone do outro.

 

É como no trânsito: quem buzina, xinga e mostra o dedo para um motorista que fechou sua frente não faria o mesmo caso os dois estivessem caminhando em uma calçada e um movimento parecido acontecesse.

 

E o que a feira tem a ver com isso? É um ambiente em que tradicionalmente há muita interação “real”.

 

Todo mundo que a frequenta se sente estimulado a conversar com os vendedores e interagir com outros consumidores e visitantes. É uma convivência leve e saudável, que contribui para a qualidade de vida.

feira de rua

Feira é um espaço para todos

Você já pôde perceber que a feira é muito mais do que um meio de movimentar a economia no comércio. E, além do benefício para os indivíduos que por ela passam, a promoção da convivência entre as pessoas em uma feira pode ter implicações positivas na cidade como um todo.

 

Elas são ótimos exemplos de ressignificação do espaço público, assunto que já motivou um artigo bem legal em nosso blog, em que falamos sobre algumas iniciativas interessantes com esse objetivo.

 

A ressignificação de que falamos é no sentido de tornar as cidades mais humanas, com mais pessoas em vez de apenas carros e melhor aproveitamento de espaços ociosos.

 

Há várias feiras — aqui em Porto Alegre mesmo — que surgem justamente com essa proposta, de ocupar e transformar algum espaço legal que é subaproveitado.

 

Outras, como a Feira Me Gusta (uma recomendação frequente na nossa agenda Wikihaus), tem essa proposta, mas é itinerante. O que é legal porque ajuda a espalhar esse conceito por vários lugares da cidade.

 

A seguir, vamos falar um pouco sobre as feiras de Porto Alegre. Sem esquecer, é claro, das feiras tradicionais, que inspiram essas novas iniciativas. E daquelas que acontecem de vez em quando, mas também têm um lugar especial em nosso coração.

Feiras Modelo

Começamos a lista com as feiras modelo, geridas pela prefeitura. São 39 feiras espalhadas pela cidade, que vendem hortifrutigranjeiros, carnes, derivados de leite, frios e embutidos. No site da prefeitura, você confere o endereço de cada uma das feiras modelo, o dia e horário em que elas ocorrem.

Feira Ecológica do Bom Fim

É uma tradicional feira que surgiu em 1991 na Avenida José Bonifácio, ao lado do Parque Farroupilha (Parque da Redenção), começando na esquina com a Avenida Osvaldo Aranha. A Feira Ecológica do Bom Fim acontece nos sábados, das 7h às 13h.

 

Ela é destinada à venda de produtos orgânicos, ou seja, que são produzidos sem agrotóxicos e adubos químicos. Pioneira em Porto Alegre, é a segunda iniciativa do gênero no país. Saiba mais no Facebook da feira.

Brique da Redenção

Seguindo a Feira Ecológica do Bom Fim, a partir da Rua Vieira de Castro e em direção à Avenida João Pessoa, os visitantes conferem também uma feira de artesanato, antiguidades e artes plásticas. Mas podemos dizer que é praticamente uma preparação para o dia seguinte.

 

Porque no domingo toda a extensão da José Bonifácio fica trancada para o trânsito de veículos e acontece o famoso Brique da Redenção. Além de ser um ponto de encontro dos porto-alegrenses, é uma das principais atrações turísticas da cidade.

Brique da Redenção

Brique da Redenção é uma das principais atrações turísticas de Porto Alegre. Foto: Cristine Rochol/PMPA

Caminho dos Antiquários

A quadra da Rua Marechal Floriano Peixoto que fica entre as ruas Coronel Fernando Machado e José do Patrocínio, no Centro Histórico de Porto Alegre, é conhecida como Caminho dos Antiquários. O local abriga vários estabelecimentos que funcionam durante a semana e nos quais é possível encontrar os mais interessantes e estranhos objetos.

 

No sábado, além das lojas, a rua é fechada para veículos e acontece uma feira com dezenas de expositores — das 10h às 15h30. A feira se estende à Praça Daltro Filho, no triângulo ao lado da Avenida Borges de Medeiros.

Feira do Aeromóvel

A Feira do Aeromóvel acontece uma vez por mês na Praça Júlio Mesquita, embaixo dos trilhos do aeromóvel desativado e em frente à Usina do Gasômetro (também desativada).

 

A feira reúne produtores locais de artesanato e marcas autorais de confecções e outros produtos. A proposta dos organizadores é reunir as pessoas e propor um diálogo sobre a ocupação dos espaços públicos. A próxima edição (que será a oitava) acontecerá no dia 13 de outubro. Mais informações aqui.

Feira Me Gusta

A já citada Feira Me Gusta é uma inspiração para muitas outras iniciativas em Porto Alegre e no resto do país (tanto é que, em novembro, a edição especial que comemora quatro anos da feira acontecerá em São Paulo).

 

A feira reúne arte, moda, música e gastronomia. Suas bandeiras são dar vida aos espaços públicos, incentivar a troca entre as pessoas, fomentar a economia criativa e o turismo e tornar a arte e cultura acessíveis a todos. Saiba mais no site da feira.

Feira do Livro

Ela está no final da lista, mas não por falta de importância. A Feira do Livro de Porto Alegre acontece uma vez por ano desde 1955, na Praça da Alfândega, no Centro Histórico. É um dos maiores eventos culturais do Rio Grande do Sul e do país e reúne livreiros, palestras, rodas de conversa… Enfim, é cultura para todo lado. Acesse o site do evento para saber mais sobre a sua 64ª edição.

 

E você, concorda sobre tudo o que falamos aqui sobre o impacto positivo das feitas? Deixe um comentário compartilhando suas experiências 🙂

NENHUM COMENTÁRIO

ENVIAR UM COMENTÁRIO