7 projetos sociais que enchem Porto Alegre de orgulho

projetos sociais

7 projetos sociais que enchem Porto Alegre de orgulho

Assim como as riquezas, o sofrimento não é distribuído de forma igualitária entre a população. Alguns grupos sofrem mais, por conta do desemprego, preconceito, doenças e outras mazelas da sociedade.

 

Muito desse sofrimento pode, porém, ser extinto ou pelo menos aliviados a partir da mobilização da parcela da população que não é vulnerável a eles. E os projetos sociais são as melhores vias para essa mobilização se materializar.

 

No blog da Wikihaus, gostamos de destacar o impacto positivo. Em vez de falar sobre o individualismo, egoísmo e falta de empatia, preferimos destacar iniciativas de colaboração, coletividade e solidariedade.

Encontre tempo para se doar

No post sobre empreendedorismo social, falamos sobre negócios que têm como propósito uma causa social ao mesmo tempo que preservam seus fins lucrativos. Como exemplo, citamos a Revoada, empresa porto-alegrense que cria lindas bolsas, mochilas e carteiras reciclando câmaras de pneus e guarda-chuvas inutilizados.

 

Por circunstâncias da vida e da carreira profissional, porém, nem todo mundo consegue tirar seu sustento, seja como proprietário ou empregado, de uma empresa com propósito social.

 

Só que isso não é desculpa para não fazer a sua parte, pois é possível engajar-se em uma ONG ou projeto beneficente, doando nada mais que seu coração e seu tempo, sem interesse financeiro.

 

Enquanto o coração é, sabidamente, um “saco sem fundo” (sempre tem espaço para mais um), o tempo é um recurso limitado. Bem menos limitado do que as pessoas estão acostumadas a supor, no entanto.

 

Tomando cuidado para não generalizar — pois há pessoas que trabalham muito, estudam e ainda têm que cuidar de seus filhos, por exemplo —, a maioria das pessoas tem tempo livre suficiente na agenda para se dedicar regularmente a um projeto social.

 

Basta puxar a questão para cima na lista de prioridades. E nem é necessário abrir mão de seus momentos de lazer, porque dedicar-se um dia por mês já é um ótimo começo.

Projetos sociais de Porto Alegre

Porto Alegre conta com vários projetos sociais, que atendem a crianças, idosos, pessoas com deficiências, pessoas com doenças, moradores de rua e outros grupos vulneráveis. E também iniciativas colaborativas que têm o objetivo de transformar a capital gaúcha em uma cidade mais inclusiva e boa de morar.

 

A seguir, confira alguns projetos sociais que enchem os porto-alegrenses de orgulho.

Corrida Maluca de Cadeirantes

O fato de uma pessoa estar em uma cadeira de rodas não significa que ela não possa participar de brincadeiras. A Corrida Maluca é uma iniciativa da Smile Flame em que 16 crianças cadeirantes soltam a imaginação na hora de se fantasiar e montar seus carrinhos.

 

Elas selecionam seus corredores (geralmente pais e outros familiares), que os conduzem no dia da corrida. O evento é patrocinado por empresas e conta com a ajuda de voluntários. Acesse a página para saber mais.

corrida maluca

Skate no Asilo

Outra iniciativa da Smile Flame é esse campeonato de skate totalmente descontraído, que acontece no Asilo Padre Cacique. Quem avalia e dá notas às manobras dos skatistas são os vovôs que residem na casa.

 

Além dos 16 skatistas participantes (que competem pelo prêmio da “bengala de ouro”), o evento conta com pipoca, música e muita diversão. Acesse a página para saber mais.

skate no asilo

Hackatown

O Hackatown não é exatamente um projeto social, mas se propõe a transformar, por meio da colaboração, Porto Alegre em uma cidade melhor. Trata-se de um espaço de cocriação aberto a todos, que ocorre em três dias de imersão, em que o objetivo é criar soluções que gerem impacto positivo para a comunidade.

 

Um exemplo de iniciativa gerada no Hackatown é o projeto Xixi Pendente, que busca criar uma rede de “vale xixi” entre comerciantes e moradores da Cidade Baixa, para que as pessoas que frequentam o bairro durante a noite não usem a rua como banheiro.

hackatown

Um dos encontros do evento Hackatown. Foto: Amanda Leal

Instituto do Câncer Infantil

Enquanto as iniciativas da Smile Flame e o Hackatown são abordagens criativas e diferentes, o Instituto do Câncer Infantil (ICI) é uma das instituições mais tradicionais de Porto Alegre. A organização sem fins lucrativos atua há mais de 26 anos com o propósito de aumentar os índices de cura e assistir crianças e adolescentes com câncer.

 

O ICI promove eventos como a Corrida pela Vida e ações que alertam e conscientizam a população para o diagnóstico precoce da doença. Acesse o site do instituto e saiba mais.

Instituto do Câncer Infantil

Parceiros Voluntários

É outro patrimônio da cidade de Porto Alegre. É uma ONG que atua como entidade de assessoramento a outras ONGs. Primeiro, com a capacitação: consultorias, seminários, palestras e espaços para a participação social que amplia o conhecimento dos participantes gratuitamente.

 

Segundo, atuando na mediação entre as pessoas que querem ajudar e instituições que precisam de voluntários. É a porta de entrada ideal para quem deseja contribuir com um projeto social em seu tempo livre. Acesse o site da Parceiros Voluntários e saiba como participar.

Parceiros Voluntários

O Pão dos Pobres

A Fundação O Pão dos Pobres tem “apenas” 123 anos de história. A partir do apoio financeiro de convênios públicos, empresas e sociedade civil, a instituição atua atendendo a mais de 1,4 mil crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

 

Suas ferramentas são programas socioeducativos de acolhimento institucional, centro de atendimento integral e centro de educação profissional. Acesse o site e saiba como apoiar.

Fundação Pão dos Pobres

 

Associação Sol Maior

A associação civil sem fins lucrativos surgiu em 2007 e atua na educação musical gratuita de jovens em situação de vulnerabilidade social, por acreditar no papel transformador da arte.

 

As mais de 400 crianças e adolescentes atendidas têm aulas de música (instrumental e canto coral) e dança em oficinas que acontecem duas vezes por semana no Multipalco do Theatro São Pedro.

 

No final do ano, a Sol Maior realiza um espetáculo que envolve mais de 100 alunos, no palco principal do tradicional teatro. Além disso, promove apresentações durante o ano em parques e outros espaços públicos. Para saber mais, acesse o site da instituição.

Associação Sol Maior

 

Essas são apenas algumas das diversas iniciativas e projetos sociais de Porto Alegre. Com tantas opções, com certeza você vai encontrar uma possibilidade de voluntariado, seja quais forem suas habilidades e áreas de interesse. Basta querer.

NENHUM COMENTÁRIO

ENVIAR UM COMENTÁRIO